segunda-feira, 17 de maio de 2010

Foi quando percebeu que ainda sentia aquele impulso, aquele sentimento que as pessoas costumavam chamar de: esperança. Enquanto todo o resto desistia, olhos, cabeça e coração, a esperança a fazia se agarrar a cada mínimo detalhe, mesmo que eles parecessem cada vez mais escassos. Continuava, mais insistente do que nunca. De fato, ela é a ultima que morre. Letícia.

Um comentário:

retosca disse...

— Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:
— O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA...

Mário Quintana