segunda-feira, 29 de março de 2010

escrevendo....

E então pensou que havia de passar. Tudo passa.
Foi quando percebeu que ao fundo, no som, tocava aquela música com melodia lenta e a letra extremamente profunda e melancólica.
Sempre gostou muito de coisas tristes. Não porque gostasse de sofrer, mas porque acreditava que era na tristeza que a sensibilidade e a inspiração se afloravam.
Sentou-se no sofá e pegou seu caderno rasurado. De tanto manuseá-lo as folhas estavam com as pontas amassadas, e algumas se encontravam dobradas em meio às páginas. Quem sabe escrevendo, ela conseguiria expor todo aquele sentimento que a angustiava.
Um minuto...cinco minutos...dez minutos...meia hora...
Não conseguia escrever nem sequer um rabisco.
Talvez ela não fosse assim tão sensível...ou talvez a dor que a trazia inspirações, já começava a se acomodar!
E ela sorriu, abriu um chocolate que havia ganhado e pensou: que seja doce! Letícia.

3 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

"Que seja doce." Caio Fernando... ;D

Raio X disse...

coisa fofa